Procurar  
























Registe-se no nosso WebSite

Nome
 
País/Localidade
 
Email
 

Ambiente: Fão acolhe Congresso sobre Sistemas de Informação do Meio Marinho

Realiza-se nos dias 6 e 7 de fevereiro, no Hotel Axis Ofir, em Fão, um congresso sobre o tema "Sistemas de Informação do Meio Marinho", um evento promovido pelo nosso Município.

Esta é uma iniciativa do Município em parceria com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, para a operacionalização da Estratégia Portugal 2020, cujo objetivo é apoiar a implementação de ações no circuito do sistema de informação do meio marinho, designadamente recolha de informação, desenvolvimento de ferramentas de gestão, pesquisa e processamento de dados para suporte à decisão na área da biodiversidade marinha como ferramenta na promoção da sustentabilidade dos recursos.

Um dos projetos apoiados que conta com a parceria do ICNF é o Observatório Marinho de Esposende (OMARE), promovido pela Câmara Municipal e que se encontra em fase final de execução.
Os trabalhos associados ao congresso iniciam-se a 5 de fevereiro, com o III Workshop conjunto dos projetos OMARE, Áreas Classificadas do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (MARSW) e sistemas de informação e monitorização da biodiversidade marinha das Áreas Classificada da Arrábida (INFORBIOMARES).

A sessão de abertura, agendada para o dia 6 de fevereiro, terá o presidente do Município de Esposende, Benjamim Pereira, como interveniente num painel em que participa Tiago Miranda, diretor-executivo do Instituto de da Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade, assim como representantes do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

Será apresentado o documentário do OMARE, antecedendo o painel que abordará o Mapeamento de habitats Marinhos, tendo como moderador João Borges de Sousa (diretor do Laboratório de Sistemas e Tecnologias Subaquáticas), José Pinto (Laboratório de Sistemas e Tecnologias Subaquáticas), Videira Marques (Divisão de Hidrografia do Instituto Hidrográfico) e Jorge Gonçalves (Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve).

O painel dedicado às Áreas Marinhas Protegidas terá como moderador Duarte Figueiredo, diretor do Departamento Regional de Conservação da Natureza e da Biodiversidade e conta com a participação de Vasco Ferreira (Projeto OMARE, Parque Natural do Litoral Norte), Jorge Assis (Projeto INFORBIOMARES, Parque Natural da Arrábida), João Castro, Bernardo Quintella, Jorge Gonçalves (Projeto MARSW, Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina) e José Antonio Fernández Bouzas (diretor-conservador do Parque Nacional das Ilhas Atlânticas da Galiza).

No dia 7 de fevereiro estarão em discussão as Estações de Biologia Marinha Atlânticas, sendo moderador Vasco Ferreira e contando com as participações de Matthew Frost (president do European Network of Marine Stations) e Mike Weber (Diretor da Estação Litoral da Aguda). Serão abordados os Sistemas de Informação do Meio Marinho, em painel que conta com a moderação de Vítor Vasconcelos (diretor do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental), Miguel Miranda (presidente do Instituto Português do Mar e Atmosfera) e, sobre Literacia dos Oceanos serão intervenientes Gonçalo Prista (Liga para a Proteção da Natureza) e Catarina Gonçalves (Coordenadora Nacional da Associação Bandeira Azul Europa), em painel moderado por Fernando Gonçalves. A Gestão de Áreas Marinhas Protegidas (AMP) será abordada pelo presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira em painel que conta, também com a participação de Pimenta Machado vice-Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente que encerra o congresso.

Fonte: CME

Jose Belo
josebelo2000@sapo.pt

Nº de Visitas.: 0003094879
free log





Hóquei em patins: HC Fão aposta no regresso à modalidade







"O Novo Fangueiro"