Procurar  
























Registe-se no nosso WebSite

Nome
 
País/Localidade
 
Email
 

"Lampreia do Rio Cávado", um produto de excelência e de identidade

A lampreia do Rio Cávado vende-se em Fão nos seus restaurantes e é um prato de excelência de grande procura sobretudo em arroz, à bordalesa ou assada no forno com batatinhas.

Estas são as principais formas de a cozinhar e constituem cartaz importante na época baixa que tem clientes vindos de regiões diferentes do país, tal tem sido a publicidade por recomendação dos apreciadores deste ciclóstomo.

Curiosamente no nosso concelho a lampreia não tem sido aproveitada como produto estratégico e apenas aparece nos fins de semana gastronómicos promovidos e divulgados pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal, apontando o primeiro fim de semana de Março a servir lampreia no nosso concelho, acompanhada dos vinhos verdes de quinta e as clarinhas de Fão, num copy paste que se repete anualmente.

A suculência deste prato e o envolvimento dos nossos restaurantes numa estratégia que passaria por maior promoção com outdoors, diversidade de oferta , show cookings temáticos e até a abordagem ao design da louça que serve à mesa as variadas receitas, poderia “alimentar “ os nossos estabelecimentos durante os meses de Fevereiro, Março e Abril, reforçando desta forma a campanha “Março com sabores a mar” que o Município tem apresentado nos últimos anos.

Fão tem as melhores condições para promover a “lampreia do rio Cávado” fazendo valer a autenticidade do produto e a qualidade da confecção de que já ganhou fama na diversidade de oferta, mas precisa de se “mexer”.

Sendo um produto de excelência que alguns municípios do Alto Minho tão bem promovem, são horas de fazer valer este recurso como património gastronómico associado ao nome que Fão tem na doçaria tradicional, num esforço de visão que terá de envolver a autarquia e a restauração local, procurando também reforçar a identidade da Vila que tende agora a fenecer.

Em algumas casas fangueiras há muito saber de experiência transmitida e também aí a lampreia se cozinha com nobreza e distinção. E para quando a recolha e protecção desses saberes?


Voltar Voltar

Manuel Vieira
nevieira@novofangueiro.com

Nº de Visitas.: 0002773849
free log





Crónicas do Zé:
"Requisição da capela da Senhora da Bonança para posto da Guarda Fiscal"







"O Novo Fangueiro"
Email de contacto: geral@novofangueiro.com