Procurar  
























Registe-se no nosso WebSite

Nome
 
País/Localidade
 
Email
 

Ponte metálica de Fão pode ficar em risco?
Problemas de fadiga dos materiais da ponte são tema de teses na UTAD

O aumento de tráfego na velha ponte de Fão com a introdução das portagens começa a ser um problema bastante sério tendo em conta também o seu atravessamento por veículos pesados de mais de 20 toneladas, contrariando a sinalização que precede o seu percurso.
3 anos depois das obras de reabilitação e reforço estrutural que se estenderam por cerca de 1 ano e meio e com custos finais que devem ter ultrapassado os cinco milhões de euros, a segurança da velha ponte de ferro pode estar agora posta em causa.
O comportamento à fadiga das pontes rebitadas antigas não tem sido objecto de estudos exaustivos em Portugal e o seu interesse tem a ver com a fiabilidade destas importantes infra estruturas metálicas que proliferam ainda no nosso país.
As ligações rebitadas são as localizações críticas das pontes uma vez que elas promovem a concentração de tensões, principalmente na vizinhança dos furos dos rebites. Fendas de fadiga iniciam, em geral, na vizinhança dos furos e propagam-se através da secção resistente dos elementos estruturais, levando à rotura destes elementos.
Esta problemática começa agora a interessar os investigadores e em Portugal a UTAD (Universidade de Trás os Montes e Alto Douro), tem abordado o tema no Mestrado de Engenharia Mecânica com um Programa experimental baseado em materiais extraídos em várias pontes metálicas, nomeadamente da ponte de Fão.
Segundo alguns dados que colhemos, os materiais recolhidos e testados apresentam grande heterogeneidade comparados com os aços modernos, dado terem sido produzidos há mais de 100 anos por processos pouco desenvolvidos.
Um dos temas de tese foi mesmo a “análise probabilística de resistência à fadiga dos materiais da ponte metálica de Fão” dos que foram recolhidos durante as suas obras de reabilitação e reforço.
Os resultados obtidos com os testes que tiveram início em Setembro do ano passado e se prolongaram por 10 meses, devem ser objecto de conclusões que serão certamente um instrumento importante na abordagem à problemática das velhas pontes metálicas, várias delas já centenárias.


Voltar Voltar

Manuel Vieira
nevieira@novofangueiro.com

Nº de Visitas.: 0002789636
free log





Fão: Programa das Festas da Senhora da Bonança







"O Novo Fangueiro"
Email de contacto: geral@novofangueiro.com