Procurar  
























Registe-se no nosso WebSite

Nome
 
País/Localidade
 
Email
 

Poeta Abel Vinha dos Santos faleceu há 70 anos

Faz hoje 70 anos que faleceu o poeta fangueiro Abel Maria Vinha dos Santos, vítima de afogamento no rio Minho em Monção, onde exercia a função de Professor Primário. Era irmão do Alceu, do Artur e do Jaime , que o primeiro caricaturou com a mestria bem conhecida dos nossos leitores.
Desaparecido com apenas 28 anos, foi um brilhante poeta e deixou-nos uma obra literária de grande beleza guardada em alguns livros e disseminada por alguns periódicos regionais.
Legou-nos também algumas publicações em prosa como contos de rara como preciosa elaboração como “o Enforcado”, “o Lobisomem”, a novela policial “Boneco de Corda”, conforme refere o Dr. Bernardino Amândio em artigo publicado o ano passado no Jornal de Esposende.
O seu nome está lembrado na toponímia fangueira , os seus livros pairam em algumas bibliotecas particulares e na Biblioteca Nacional e o centenário do seu nascimento vai ocorrer no dia 12 de Fevereiro de 2012.
Uma ocasião única para voltar a publicar toda a sua obra e mostrar um património invulgar de cultura e arte numa homenagem de memórias a que as autarquias não podem ficar alheias.

Anoiteceu na minha natureza
Uma terrível noite escura e fria…
E tudo quanto foi viva alegria
É dor apenas, trágica tristeza!

Tive manhãs de olímpica beleza
E poentes doridos de elegia!
Amanhecia em mim e anoitecia:
Após a sombra, a madrugada acesa!...

Mas agora em meu ser, que já foi teu,
Uma noite sem fim aconteceu…
Vagueio a procurar-te pelo escuro!

Alma, se a tenho, não n’a sinto, -é tua!
Minha vida encontrou-se, árida e nua,
Sem passado, presente, nem futuro!...



Voltar Voltar

Manuel Vieira
nevieira@novofangueiro.com

Nº de Visitas.: 0002937523
free log





10ª edição do prémio Figura do Desporto Fangueiro já tem candidatos







"O Novo Fangueiro"
Email de contacto: geral@novofangueiro.com